Clínica de Odontologia e Estética - EM Lira Odontologia

Cirurgia dentária

Vamos falar aqui nesse artigo, sobre um assunto muito delicado que é a cirurgia dentaria, e tenho certeza que muitas pessoas têm dúvidas sobre para quem é o procedimento. E sabemos que várias condições podem exigir cirurgia dentaria, e vamos ver elas aqui nesse artigo.

Dentes impactados.

Os dentes do siso, também conhecidos como terceiros molares, são o último conjunto de dentes a se desenvolver. Às vezes, esses dentes emergem da linha da gengiva e a mandíbula é grande o suficiente para dar espaço a eles, mas na maioria das vezes, esse não é o caso.

Mais frequentemente, um ou mais destes terceiros molares não imergem no alinhamento adequado ou não emergem completamente através da linha da gengiva e ficam aprisionados ou “impactados” entre a mandíbula e o tecido da gengiva.

Dentes do siso impactados podem resultar em inchaço, dor e infecção do tecido gengival ao redor dos dentes do siso. Além disso, os dentes do siso impactados podem causar danos permanentes aos dentes, gengivas e aos ossos próximos.

E tudo isso pode, às vezes, levar à formação de cistos ou tumores que podem destruir as seções da mandíbula. Portanto, os dentistas recomendam que as pessoas com dentes do siso impactados os removam através da cirurgia dentaria.

E não são apenas dentes do siso que às vezes se tornam impactados e precisam ser removidos. Outros dentes, como as cúspides e os pré-molares, podem ser impactados e causar os mesmos tipos de problemas descritos com os dentes sisos impactados.

Perda dos dentes.

Os implantes dentários são uma opção para a perda de dentes devido a um acidente ou infecção ou como uma alternativa para pontes e dentaduras. Os implantes são substitutos da raiz do dente que são cirurgicamente ancorados no local no osso maxilar e agem para estabilizar os dentes artificiais aos quais estão presos.

Pessoas que recorrem aos implantes dentários, precisam ter um nível de densidade óssea adequada, não devem estar propensos as infecções e devem estar dispostos a manter boas práticas de higiene bucal.

Problemas relacionados à mandíbula.

Em alguns indivíduos, as mandíbulas superior e inferior não crescem adequadamente. Isso pode causar dificuldade na fala, e outros problemas ao comer, engolir e respirar. Enquanto alguns, desses problemas podem ser corrigidos com aparelho ortodôntico.

Outros problemas mais sérios exigem a cirurgia dentaria, para mover toda ou parte da mandíbula superior, ou de ambos depende do caso, para uma nova posição, mais equilibrada funcional e saudável.

Melhora e ajuste da prótese dentaria.

Para usuários que irão aderir à prótese dentária, a cirurgia oral pode ser feita para corrigir quaisquer irregularidades das mandíbulas antes de a colocação das próteses para assegurar um melhor ajuste.

A Cirurgia dentaria também pode ajudar usuários de prótese dentária a longo prazo. O osso de suporte geralmente se deteriora com o tempo, resultando em próteses que não se encaixam mais adequadamente. Em casos graves, um cirurgião oral pode adicionar um enxerto ósseo as áreas onde resta pouco ossos.

Distúrbios da articulação temporomandibular (ATM).

A disfunção da articulação temporomandibular (ATM), a articulação pequena em frente ao ouvido, onde o crânio e a mandíbula se encontram, é uma fonte comum de dor de cabeça, e da dor facial.

A maioria dos pacientes com distúrbios da ATM pode ser tratada com sucesso com uma combinação de medicamentos orais, fisioterapia e talas. No entanto, a cirurgia dentaria é uma opção para casos avançados, e quando o diagnóstico indica um problema específico na articulação.

Outras condições tratadas pela cirurgia oral.

  • Reparação de lesões faciais: A cirurgia oral é frequentemente usada para reparar maxilares fraturados e ossos faciais quebrados.
  • Remoção de lesões e biópsia: Cirurgiões dentários podem tomar uma pequena amostra de crescimento anormal ou tecido e enviá-lo para testes laboratoriais para
    identificação. Algumas lesões podem ser tratadas clinicamente ou removidas pelo cirurgião dentário.
  • Reparação de lábio leporino e fissura palatina: Fenda labial e fissura palatina resultam quando todas ou partes da boca e cavidade nasal não crescem juntas adequadamente durante o desenvolvimento fetal. A cirurgia dentaria pode tratar esse caso.
  • Infecções faciais: Dor e inchaço no rosto, pescoço ou mandíbula podem indicar uma infecção. Infecções nesta área do corpo podem, por vezes, evoluir para emergências com risco de vida se não forem tratadas de forma rápida e eficaz, e um cirurgião oral pode ajudar no diagnóstico e tratamento deste problema.
  • Ronco/apneia do sono: Quando métodos não-cirúrgicos conservadores, como máquinas de ar de pressão positiva e aparelhos de tala dentária, não aliviam esse
    problema, a cirurgia dentaria pode ser uma opção.


Agende sua consulta

Seu Email

Data desejada

Seu Nome

Telefone

Selecione o tratamento desejado